Para aqueles envolvidos no tratamento de águas residuais, os fatos de BOD compreendem informações vitais que precisam saber sobre a medição da poluição de águas residuais. Neste artigo eu explico esses fatos.

Demanda Bioquímica de Oxigênio (DBO):

No tratamento de águas residuais, a DBO é a quantidade de oxigénio dissolvido (OD) utilizada pelos microrganismos Tratamento de efluentes na oxidação bioquímica da matéria orgânica e inorgânica das águas residuais. É medido pela incubação de uma amostra a uma temperatura padrão (geralmente 20 C) por um período de tempo definido (geralmente 5 dias). A amostra deve ser diluída se a DBO for alta.

DBO (mg/l) = (D1 – D2) x D.F

Onde:
D – DO inicial 1
D – último dia DO 1 e 2
D.F – fator de diluição.

I. Normalmente, como visto durante o tratamento de águas residuais, os valores de DBO em águas residuais domésticas variam entre 110 e 400 mg/l (Metcalf e Eddy, 1979).

II. Para águas residuais domésticas típicas não tratadas, a relação BOD / 5 COD varia de 0,4 a 0,8, e a relação BOD / TOC 5 varia de 1,0 a 1,6.

No tratamento de águas residuais, o valor de DBO depende, em última análise, da fase carbonácea e da fase nitrogenada.

(Ref: Metcalf e Eddy, inc. 1979, Engenharia de águas residuais: tratamento, disposição e reutilização, 2ª Ed., Mcgraw-hill, Nova York).

Demanda Bioquímica de Oxigênio Carbonáceo (CBOD):

A CBD é a quantidade de oxigênio dissolvido usada pelos microrganismos apenas na oxidação bioquímica da matéria orgânica. É medido evitando a nitrificação durante o período de incubação do teste de DBO. Os métodos para evitar a nitrificação incluem o pré-tratamento da amostra adicionando agentes inibidores como amônia, azul de metileno, tioureia, aliltioureia, 2-cloro-6 (triclorometil) piridina (TCMP) ou produtos proprietários.

Demanda Bioquímica de Oxigênio Nitrogenado (NBOD):

Bactérias autrotróficas, como bactérias nitrificantes, requerem oxigênio + para oxidar NH a NO. A demanda de oxigênio exercida pelos nitrificadores é chamada DBO autrotrófica em águas residuais ou demanda bioquímica de oxigênio nitrogenado (NBOD).

NBOD = BOD – CBOD

Onde:
NBOD – demanda bioquímica de oxigênio nitrogenado
BOD – demanda bioquímica de oxigênio
CBDD – demanda bioquímica de oxigênio carbonáceo

A demanda teórica de oxigênio nitrogenado é de 4,57 g de oxigênio usado por grama de amônio oxidado a nitrato. No entanto, esse valor é realmente menor e deve ser corrigido devido à incorporação de parte do nitrogênio nas células microbianas.

Assim, o NBOD é o seguinte:

NBOD (mg/l) = (N disponível – N assimilado) x 4,33

(Verstraete, W. e E. VanVvaerenbergh, 1986):

Durante o tratamento de águas residuais, são necessários testes de BOD para distinguir entre BODs carbonáceos e nitrogenados. Recomenda-se adicionar 2-cloro-6 (triclorometil) piridina a uma concentração final de 10 mg/l para inibição da nitrificação.